quarta-feira, 16 de agosto de 2017


Coisa linda é um festival bem organizado! E esta primeira edição do Quatro Tentos da Canção, em São Gabriel, foi um exemplo de organização.
Realizado nas dependencias do CTG Sentinela do Forte, nas noites de 11 e 12 de agosto, com bom público presente, o festival organizado pelos músicos Danner Marinho, Bruno da Rosa Teixeira, Lucas Cornel e Rafael Alves foi brilhante em todos os aspectos. Boa música, bons shows locais, pontualidade nos horários, agilidade de palco e fortes musicas concorrentes.

Dentre as 10 finalistas da fase geral, tivemos a felicidade de ter sido premiado com a música mais popular, MEU CANTO DA TERRA, parceria com o Ulysses Jobim e interpretada pelo jovem e talentoso Gabriel Jardim. Esta música ficou empatada aos olhos do público com a vaneira "Virando os Pelegos", de Mário Lucas e Herlon Saquetto, defendida por Herlon Saquetto. Num gesto de grandeza e incentivo à gurizada que interpretou a primeira, os intérpretes de Virando os Pelegos cederam o troféu de Mais Popular, baita atitude dos amigos Herlon e Juca Castilhos.

Confiram as vencedoras:

RESULTADO FINAL

1º lugar - O corpo e a alma de um poncho", de Joel de Freitas Paulo, Othelo Caiaffo e Ederson Melo, interpretada por Joaquim Brasil
2º lugar - "O andante beija-flor", de Glauco Lemos, Norton França e Arthur Leal, interpretada por Camila Balconi
3º lugar - "Cantiga de Primavera, Tempo e Espera", de Igor Silveira e André Teixeira, interpretada por Gabriel Jardim

Melhor Indumentária - João Victor Nunes
Melhor Arranjo Insturmental - "Luzeiros das Noites Longas", de Mário de Lima Lucas, Dalvan Medina e Diego Camargo
Melhor Intérprete - Joaquim Brasil
Melhor Instrumentista - Mauro Silva
Música Mais Popular - "Meu Canto da Terra" de Ivonir Leher e Ulisses Jobim*
Melhor Conjunto Vocal - "Pelas Searas da Mente", de André Lucas Machado
Melhor Melodia - "O Andante Beija-flor"
Melhor Poesia - "Quando o Tempo nos Remalha", de Rafael Cunha e Mauro Silva
Melhor Tema Campeiro - "A saga de Dom Patrício", de Joel de Freitas Paulo e Diego Vivian

1º Quatro Tentos da Canção Piá
Pré-Mirim Feminino
1º Giovana Vieira de Lima
2º Lauren Saldanha Vieira
3º Micaelly Ribeiro

Pré-Mirim Masculino
1º Jhordan Amilcar Rodrigues Souza
2º Marzo Adriano Monteiro

Piá Taludo Feminino
1º Anna Laura Cornel
2º Izadora Carvalho Mota
3º Lívia Bérgamo

Piá Taludo Masculino
1º Viéri Siqueira de Vargas
2º Miguel Conrad Madrid
 

segunda-feira, 31 de julho de 2017

1º Quatro Tentos da Canção define as músicas participantes

A Comissão Avaliadora do 1º Quatro Tentos da Canção, formada por Rogério Villagran, Felipe Cornel e Alex Haar definiu, na noite deste dia 30 de julho, as 14 composições deste novo festival que acontecerá na Terra dos Marechais, no CTG Sentinela do Forte dias 11 e 12 de agosto. Além das 14 concorrentes, mais quatro suplentes foram selecionadas. Estamos muito felizes por fazer parte desta edição com uma chamarra em parceria com o Ulysses Jobim, Meu Canto da Terra.

Confira as concorrentes:

1 - A saga de Dom Patrício (Joel de Freitas Paulo / Diego Vivian)
2 - Campeando uma véia rica (Jorge da Costa Prado)
3 - Cantiga de primavera, tempo e espera (Igor Silveira / André Teixeira)
4 - Demarcando Corredores (Felipe Oliveira / Juliano Moreno)
5 - Herança (Glauco Lemos / Luciano Rodrigues)
6 - Luzeiros das noites longas (Mario Lucas / Dalvan Medina / Diego Camargo)
7 - Meu canto da terra (Ivonir Leher / Ulisses Jobim)
8 - O andante beija a flor (Glauco Lemos / Norton França / Arthur Leal)
9 - O corpo e a alma de um poncho (Joel de Freitas Paulo / Othelo Caiaffo / Ederson Melo)
10 - Quando o tempo nos remalha (Rafael Cunha / Mauro Silva)
11 - O livro do campo afora (André Lucas Machado / Kristopher Pires)
12 - Pelas searas da mente (André Lucas Machado)
13 - Virando os pelegos (Mario Lucas / Hérlon Saqueto)
14 - Do aço da palavra (Marçal Furian / Raineri Sphor)

SUPLENTES
1 - A tapera do Merêncio (Giovani Gonzales / Gaspar Silva / Marciano Reis Filho)
2 - Sereno (Dalvan Medina / Marcelo Paz Carvalho)
3 - Varando a maior das fronteiras (Felipe Oliveira / Juliano Moreno)
4 - Cabuloso (Igor Silveira)

A Comissão organizadora é formada pelos competentes músicos Danner Marinho, Bruno Teixeira e Rafael Alves!!! "Se lavaram gurizada!!"

CRÉDITO DA FOTO:
BLOG CADERNO 7, BY MARCELO RIBEIRO
http://www.caderno7.com/2017/07/confira-as-classificadas-do-quatro.html 


quinta-feira, 30 de março de 2017

O ADEUS A JOÃO ARI FERREIRA

"Quando partirem do sul, as andorinhas
levando embora este verão, das nossas vidas...
hão de deixar nas primeiras folhas mortas
mansos acenos para o pago em despedida..."


O Rio Grande perdeu no dia de ontem um de seus maiores compositores.
Morreu nesta quarta-feira, em Santa Maria, o compositor nativista e professor João Ari Ferreira, o Sicha. Ele tinha 58 anos e estava internado no Hospital de Caridade do município.


Nascido em Palmeira das Missões, João Ferreira se mudou ainda jovem para Jaguari, onde residia. Ele foi professor de história na rede estadual de ensino. Mas a docência não foi a sua única paixão. Por anos, dedicou-se a compor músicas gaúchas, tornando reconhecido em diversos festivais nativistas do Estado, entre eles a Tertúlia de Santa Maria, o Carijo da Canção de Palmeira das Missões e a Coxilha Nativista de Cruz Alta.

Algumas de suas canções mais famosas são A Lição das Andorinhas, feita em parceira com o cantor Nenito Sarturi, e Reinfância, escrita em parceria com Luis Fernando Gastaldo. Suas composições foram interpretadas por músicos como o próprio Nenito Sarturi e Miguel Marques. 
A morte do compositor causou tristeza no meio artístico gaúcho, especialmente em Jaguari e Santiago, cidades em que seu trabalho era bastante reconhecido. Diversas manifestações de pesar estão sendo publicadas nas redes sociais por amigos e fãs. 

 João Ferreira lutava há alguns anos contra problemas no fígado. A causa da morte foi falência de múltiplos órgãos. O seu sepultamento ocorreu às 10h desta quinta, no cemitério de Jaguari.